Korma Vegano

Eu adoro a culinária indiana, com seu colorido e temperos marcantes. E a vantagem é que  boa parte da população indiana é vegetariana, logo tem uma grande variedade  de pratos com  vegetais. Porém existem  pratos onívoros que são facilmente adaptáveis como o Korma, que é só não colocar o frango, e usar creme de leite vegetal.

Korma Vegano

Ingredientes:
1 batata pequena cortada em cubinhos;
1 cenoura pequena cortada em cubinhos;
1 mandioquinha cortada em cubinhos;
2 dentes de alho amassados;
1 cebola picada;
1/2 pimentão picado;
30g de castanha de caju triturada;
1 colher de café de gengibre em pó;
1 colher de sobremesa de curry;
5 colheres de sopa de molho de tomate;
1 caixinha de creme de leite de soja;
Coentro e cebolinha picados;
Sal à gosto.
Água
Azeite para refogar

Modo de fazer:
Doure o alho, a cebola e o pimentão em um pouco de azeite. Acrescente a castanha de caju, o sal, o gengibre, o curry e o molho de tomate. Acrescente os legumes e coloque água (não cobrir os legumes) para que eles cozinhem no tempero. Vá acrescentando água até que eles estejam cozidos. Tomar cuidado para não grudar no fundo da panela. Quando os legumes estiverem cozidos e a água cremosa, desligue o fogo e acrescente o creme de leite de soja. Salpique com coentro e cebolinha.

Rende 4 porções.

Sobre mim

Nascida em São Paulo, no ano de 1982, enquanto o sol estava em Aries. Sonhava em ser professora, escritora e acadêmica. Sempre amou mato, praia e animais.
Com ascendente em Touro, sempre teve muito apetite, comia tudo que via pela frente. Em 2000 concluiu o magistério, 2001 começou a lecionar.

Em meados de 2003 teve o primeiro contato com o universo vegetariano, quando sua irmã começou a transição para essa dieta. Interessou-se, experimentou, aprendeu algumas receitas, mas continuou sua vida entre receitas vegetarianas e carnistas, mas sempre recebendo bem as informações sobre alimentação, benefícios, saúde e exploração animal.

Em 2010 concluiu a graduação em Pedagogia e em 2012 a pós em Psicomotricidade. Em outubro de 2015 esse banco de informação foi se transformando em consciência, gradativamente foi retirando o consumo de carne no dia a dia, e em maio 2016 tomou a decisão de não se alimentar de morte. E em 2018 resolvi dividir informações e dicas nesse Blog.